2011-12-21

Richard Serra



Na Gagosian Gallery estavam expostas umas obras do Richard Serra, do qual só conheço as esculturas enormes compostas por placas de aço enferrujado, dispostas em superfícies com variadas curvaturas, criando situações vagamente labirínticas.

A primeira memória que tenho de ver este género de escultura está no museu Guggenheim de Bilbau, não sei se fazia parte da exposição permanente ou se estava lá só temporariamente.

Mais tarde vi uma escultura destas num parque duma cidade europeia mas não me consigo lembrar qual.

De uma forma geral gosto destas esculturas, gosto do tom do aço enferrujado, sobretudo nos tons mais claros que fazem lembrar contraplacado de madeira e acho alguma graça a andar entre as placas, desde que não seja por muito tempo.

Mas não as acho extraordinárias.

A seguir mostro outras placas ainda na galeria Gagosian


Depois lembrei-me que no MoMA, pelo menos em Agosto/2007 quando tirei a foto seguinte, também existia uma escultura do Richard Serra com placas de aço enferrujadas no pátio interior do museu. Na altura gostei também da parede de vidro com alguns dos gabinetes do MoMa, que se vêem ao fundo

3 comentários:

Helena disse...

Em frente à Filarmonia de Berlim há uma escultura como essas que mostra na primeira e na última foto. É em memória das pessoas com deficiência mental que foram mortas pelos nazis. O instituto responsável por esses assassínios (eutanásia, diziam eles) ficava ali.
Numa das paredes interiores está gravada a frase que um desses doentes disse quando o levaram para o autocarro: "para onde me querem levar?"

jj.amarante disse...

Helena, então terá sido em Berlim porque passei ao pé da Filarmonia, um edifício muito bonito mas que por qualquer motivo que me escapa não fotografei. Na Alemanha sinto sempre pena de não conseguir ler os numerosos e longos editais instruindo o passante sobre o que está a ver e dando instruções sobre o que se deve e o que se não deve fazer (Verboten). Tentei traduzir "para onde me querem levar?" para alemão, para dizer uma gracinha, mas os resultados em inglês, francês e espanhol foram tão miseráveis que desisti. Resta a boa notícia para os tradutores que o Google ainda está muito longe de os substituir.

Helena disse...

a frase é: »Wohin bringt ihr uns?«
(literalmente: "para onde nos levais?")
A propósito de tradutores: por causa dos preços praticados, alguns estão a traduzir tão mal como máquinas, e não se dão conta que é justamente isso que os torna substituíveis.
Mas penso que vamos acabar todos a falar "inglês simplificado".