2013-08-17

Nas margens do rio Lima - 2


Em Ponte de Lima vi esta ávore que me faz pensar em fogos-de-artifício. Antigamente chamaria a isto um chorão, agora já tenho dúvidas, a árvore parece diferente.

Achei que nesta altura de férias não ficariam mal umas imagens tipo bilhete postal e acho que esta ficaria bem nessa categoria.





Também gostei desta muralha verde com tons de por-do-sol, desta vez era mesmo fim de tarde. Notar os bancos vermelhos que votarão a aparecer na próxima imagem




Esta é a parede vegetal da imagem anterior mas vista por dentro, trata-se de um passeio magnífico à beira-rio, do lado do centro histórico de Ponte de Lima em que os raios de sol entravam com mais moderação do que a foto dá a entender, é o problema do ajuste automático da exposição que não consigo controlar porque, como normalmente essa exposição é adequada, não tenho incentivo para estudar a máquina fotográfica com detalhe.

Aqui eram plátanos muito grandes, a frescura era intensa, mesmo num dia bastante quente. A folhagem formava um túnel muito agradável, não só se via a luz ao fundo do túel como mesmo dos lados também havia iluminação.



Parecia um sítio bom para conversas em  passeios intermináveis ora para um lado ora para o outro.

1 comentário:

Helena disse...

A fotografia do meio é um dos motivos de Ponte de Lima que mais me fascina, justamente à hora do pôr-do-sol.
Essa é a hora a que entregamos as canoas, e seguimos pelo caminho junto ao rio para ir jantar à vila. E todas as vezes faço mais uma vez a mesma fotografia. :)